Quem Se Importa Toma iniciativa (Ação)

Boa tarde queridos leitores, a Paz do Senhor Jesus.
Em primeiro lugar quero agradecer aos muito e-mail, telefonemas e comentários que recebi em homenagem pelo Bebê que o Senhor esta concedendo a nós. Eu e minha esposa nos sentimos gratos e honrados pelas manifestações de carinho que temos recebido de todas as partes do Brasil e EUA também.
É uma sensação completamente diferente de tudo que já experimentei. Ontem não consegui me controlar e fui a uma loja de artigos para recém nascidos e comprei a primeira roupinha para meu (a) filho (a) "ou" os ou "as". Então podem perceber o quanto estou animado né? E minha esposa também esta animadíssima. Obrigado mais uma vez à aqueles que se alegram conosco por esta vitória.
Voltando ao assunto de Neemias eu quero hoje falar da ultima parte das: Três Atitudes de Quem se Importa. Hoje quero falar sobre: Quem Se Importa Toma Iniciativa (ação).
Nossas ações são em conformidade ao que sentimos ou pensamos. Se estamos com fome, nossa ação será de encontrar algo para comer e saciar nossa fome. Se amamos nossa atitude será de mostrar a quem amamos como a amamos.
Desta forma não podemos dizer que amamos a obra de Deus ou a nossa igreja, ou a nossa fé uma vez que nossas ações não caminham neste sentido.
Neemias por se importar com Jeruzalém e com o Sepulcro de Seus pais, ele teve iniciativas ou atitudes que condiziam com o que ele pensava e sentia.
Suas ações foram que mostraram o grau de Importância que ele tinha para com Israel, para com a memória de seus pais e para com os seus irmãos remanescentes.
Mas para tomarmos Atitudes ou ações precisamos do seguinte:
OBJETIVO
Nossas ações precisam ser objetivas, é necessário que haja objetividade no que fazemos, não podemos agir ao esmo.
Quando o Rei perguntou a Neemias o que ele queria, este sabia, estava claro para ele o seu propósito o seu objetivo: Me deixe ir edificar os muros de Jerusalém
Depois que se tem Objetivo é preciso de ter:
PLANEJAMENTO
Uma ação não planejada já nasce frustrada, equivocada.
Neemias não saiu de qualquer maneira para conquistar seu Objetivo. Como disse anteriormente ele teve 120 dias para orar, jejuar e PLANEJAR suas ações.
Se você voltar ao texto de Ne 2, verás que ao falar com o rei ele tinha tudo planejado, aliás ate o momento certo de falar com o Rei foi planejado. Veja os passos do planejamento de Neemias e tente fazer o mesmo para alcançar seus projetos:
  1. A hora certa de Falar ( Neemias esperou o momento ideal para falar com o rei, nos precisamos saber a ora certa de abrir nossa boca);
  2. A maneira certa de falar (Se Neemias falasse primeiro com o rei sobre a necessidade de fortalecer Jeruzalém o rei possivelmente não lhe daria permissão uma vez que Jerusalém fortificada seria uma ameaça ao seu reinado, então Neemias falou sobre os Sepulcro de Seus pais, fez um apelo a parte emocional do Rei, falou de maneira sensibilizar o Rei, precisamos encontrar a maneira certa de falar, de sensibilizar);
  3. Neemias foi específico em seu pedido, Explicitou seu objetivo e se fez entender;
  4. Traçou um cronograma das obras pretendidas;
  5. Solicitou ao Rei tudo que era necessário para realizar seu projeto (ele teve tempo para orçar o projeto, para pensar em tudo o que seria necessário a Reconstrução dos Muros e reedificação da cidade, bem como pensou nas dificuldade que os governadores que ficavam aos arredores de Jerusalém lhe imporiam, por isso pediu cartas para se precaver destes homens inimigos);
  6. Por último teve o cuidado de ficar três dias vistoriando as obras e revendo seus planejamentos antes de começar as obras de fato

Bom amigos, perceba que de fato ele gastou só 52 dias nos muros, mas gastou 120 dias pensando e planejando suas ações.

Muito do que fazemos hoje não da certo pos não investimos tempo em planejar nossas ações, pensamos ser perda de tempo planejar e especificar o que faremos, porém se vamos ter sucesso, dependerá do quanto estamos dispostos a planejar nossos projetos.

Por último Neemias precisou de perseverança para realizar seus desígnios, precisou vencer os desafios psicológicos impostos por Sambalete e por todos aqueles que eram contra sua obra, mas ele estava preparado para o Desafio.

Nestes artigos meu desejo que é mostrar os pontos de alguém que de fato se importou com sua nação e sua família e sua "igreja", mesmo não sendo o que precisava ter se importado, mas seu amor e o quanto tudo isso significava para ele o fez agir desta forma.

Quando nos importamos com algo, isso se torna nossa obsessão, nossa finalidade e objetivo. Oxa la que a obra de Deus seja algo importante para nós, o ganhar almas se torne nosso objetivo....

Que o Senhor nos ajude nesta tarefa.

Em Cristo Jesus,

Pr. Jefferson Souza

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Igreja Apostólica Unicista no Brasil

Havendo Feito Tudo Ficai Firmes

Pardal ou Águia?