Dividindo os Créditos

Boa tarde queridos leitores.

Neste último sábado tivemos uma reunião de obreiros em nossa sede regional e estive ministrando a respeito de quando Davi volta com seus 600 homens e ao chegarem em Siclague eles vêem a cidade queimada ao fogo e sabem que suas esposas e filhos e animais haviam sido levados pelos inimigos. Bom a cena era por de mais impressionante, e o calor da situação fizera com que os aliados de Davi se levantassem contra ele. Naquele momento eles não pesaram o fato de que Davia lhes era amigo, leal, conquistador de batalhas, e quem sempre lhes fizera o bem, então não importava mais quem Davi era ou que havia feito por eles, naquele momento tudo o mais fora jogado de lado e eles culpavam Davi por aquela situação fática.
Infelizmente é assim que acontece hoje. VOCÊ PODE TER FEITO SEMPRE A COISA CERTA, MAS CERTAMENTE QUE SERÁ LEMBRADO POR OUTRA RAZÃO QUE NÃO ESTAS. Onde havia ficado na memória daqueles homens as grandes conquistas do Davi? Onde havia ficado em suas mentes o fato de eles terem se tornado bem de vida com os despojos distribuídos pelo guerreiro vitorioso Davi?

Bom, o fato é que Davia estava bem pressionado e como sempre fazia, ele foi buscar a Deus o que deveria fazer. O Senhor lhe entregou seus inimigos em suas mãos e disse que fosse atrás deles porque os venceria. E assim sucedeu, ele reanimou os 600 homens que com ele foram a trás de suas famílias e seus pertences.
No meio do caminho ao passar por um ribeiro, 200 homens não conseguiram mais caminhar pelo cansaço e exaustão de outras batalhas, assim que não puderam continuar a jornada. Note que eles tinham o SIM do Senhor, eles tinha a garantia, mas seus corpos não puderam suportar. Ao que Davi os deixou ali, eles não poderiam empunhar uma espada, porém Davi viu que eles podiam ainda ser úteis a batalha. Davi desceu a bagagem dos outras animais, e as bagagens excessivas e fez daquele lugar um alojamento, e os 200 homens ficaram guardando as bagagens. Agora os 400 que continuaram o caminho atrás do inimigo puderam avançar com mais rapidez já que estavam livres das bagagens. Bom, não demorou para que alcancem o inimigo e tivessem restituído suas famílias, seus gados e ainda mais despojos.

De volta para casa alguém do meio dos 400 levantou a voz e disse a Davi que os 200 que guardaram as bagagens não poderiam ficar com nada dos despojos por quanto não foram a batalha, coisa que não agradou a Davi e ele não aceitou, mas dividiu igualmente aos 600 os despojos, pois Davi soube reconhecer que o ter ficado guardando as bagagens em muito contribuiu para que a vitória fosse conquistada. Davi sabia que sozinho não teria tido o mesmo exito.

Não é difícil notar hoje a mesma situação, pessoas que acham que venceram sozinhas, quando é hora das honras, do reconhecimento querem para si toda a glória, todas as palmas.

O dono da Jovem Pan, conhecido com seu Tuta, escreveu um livro com o título: Ninguém Faz sucesso Sozinho.
Meu caro (a), você e eu nunca vencemos sozinho, somos frutos de esforços de outros, e as vezes até colhemos o que outros plantaram.
É engraçado que nem todos os responsáveis postam para a "FOTO" oficial, alguns até selecionam bem as "fotos" para que apareça só o que "convém", afinal de contas guardar a bagagem não é assim tão Nobre, mais eu digo, saber dividir os créditos é para os nobres.

Não importa em que local você está lutando, ou labutando, apenas faça sua parte com paixão e ardor, se te derem créditos, beleza, mas não se frustre se por acaso tentarem menosprezar sua participação, ou até mesmo não reconhecerem, o importante é que você lute legitimamente e do Senhor virá sua recompensa.

Como escreve o bispo Robert Lambeth, apenas expondo alguns pensamentos....


Pr. Jefferson Souza

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Igreja Apostólica Unicista no Brasil

Havendo Feito Tudo Ficai Firmes

Aniversário de um grande Homem de Deus