Indignação 2 - Eleições

Boa tarde queridos.
Hoje estamos a poucos dias das eleições e isso tem me assustado.
Me assusta saber que existe um número enorme de pessoas que desconhecem as informações que dizem respeito a seus candidatos, me assusta saber que muitos irão votar pelas pesquisas e não por convicção e outros ignoram o poder do voto.
Sou contrário, como pessoa pública, a politicagem, porém sou a favor de que nós que exercemos liderança e somos formadores de opinião, ajudemos nosso público a desenvolverem uma consciência política.
Ninguém pode dizer que não gosta de política, pois ela esta em nova vida diária.Quando reclamamos do sistema de saúde ou da segurança estamos falando de política. Quando dizemos sobre salário ou educação estamos diante da política. Todos os que são cidadãos exercem política de maneira que não podemos nos furtar deste processo e não podemos ser covardes de apenas falar e falar e não fazermos nada para que haja mudança.
Neste sentido o povo cristão Evangélico precisa ser mais presente e inteligente. As coisas mudarão com mudanças de atitudes por parte dos cidadãos.
Para o Brasil como um todo o governo Lula foi bom, pois ele deu continuidade em muitas ações que estavam em curso, mas se olharmos por parte tivemos um regresso na democracia brasileira, tivemos um aumento enorme na corrupção e um avança considerável contra os Evangélicos.
Hoje são dezenas de leis que tramitam no congresso e na câmara que irão prejudicar os Evangélicos, e muitas delas com o aval do Planalto, mas vejo um monte de crentes que não sabem disso e não querem saber e apenas querem votar na Dilma pelas razões que não não as corretas.
Sou contrário sim a candidata Dilma, sou contrário a qualquer um que não pense no país como um todo, sou contrário aqueles que ameaçam a estrutura democrática de nossa nação, sou contrário a homens e mulheres que não prezam pelos bons costumes e morais do país.
O que o povo brasileiro, e neste artigo me dirijo aos Evangélicos, precisam fazer é pensar, é questionar, é não aceitar o que se tenta "enfiar goela a baixo".
Não posso votar em um cara só porque ele é pastor (estava na Expo Cristã em SP e vi um pastor que é "famoso" por seus clichés e seu novo estilo visual, agora é candidato. Será que de fato ele tem algo como político? ou deveria exercer seu chamado? no momento penso que não tem nenhuma e nem outra coisa), ou só porque o cara me da um tanque de gasolina, ou porque o candidato me da presentes. Meu voto é no candidato que estou convicto que pode fazer algo de bom e aproveitável para a nação, para o estado, para meu município.
Não nos enganemos, as pesquisas nem sempre mostram a realidade, não caia nessa de ir pelas pesquisas. E outra, minha convicção não tem preço, não esta a venda minha consciência.
Se algo pode mudar esta nação é o meu e o seu voto, então precisamos votar com consciência. Se meu candidato ganhar beleza, se não pelo menos eu exerci meu direito e andei em conformidade com minhas convicções, fui autentico e não uma marionete, uma pessoa vendida a interesses de terceiros.
Como disse, faltam poucos dias para esta eleição, então pesquise sobre o seu candidato, pense sobre este assunto, exerça seu direito com dignidade, não se venda, não se corrompa por nada.
É nosso dever fazer a diferença, é nosso dever ser cidadão.
Um grande abraço a todos.
Pr. Jefferson Souza

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Igreja Apostólica Unicista no Brasil

Havendo Feito Tudo Ficai Firmes

Aniversário de um grande Homem de Deus