Uma Família, 2 decisões

Bom dia queridos, a paz do Senhor Jesus seja com todos nós nesta quinta feira abençoada.
Depois de uma semana sem nada postar, venho hoje compartilhar um resumo do sermão que ministrei em nossa sede regional no último domingo.
Neste último final de semana ministrei o sermão que trás o título deste post: Uma Família, 2 decisões.
Estive meditando em um relato do livro de Rute, a respeito da família de Elimeleque. Este homem era casado com Noemi e teve dois filhos: Malon e Quilion. Eram naturais de Efrata, Belém.
Belém tem como significado = Casa do Pão, ou Terra do Pão.
O fato é que houve uma crise nesta terra, houve uma fome terrível e Elimeleque como Líder de sua família teria de tomar uma decisão, teria de conduzir sua família em meio a Crise que estavam vivendo.
Saiba queridos leitores que sempre haverão crises: Financeiras, Familiares, Profissionais, Espirituais e etc. E não é pecado ou erro vivenciar crises, a questão é: Qual a nossa resposta para as crises? É como responderemos as crises que definirá o sucesso ou a derrota.
Elimeleque tomou a decisão errada, ele conduziu sua família para as terras de Moabe, uma nação amaldiçoada, a qual o Senhor não permitia Israel se relacionar; Então Elimeleque sai da terra da bênção e vai para a terra da maldição. Esta decisão marcaria para sempre esta família. Foi nesta terra de Moabe que morreu Elimeleque e seus dois filhos. Eles morreriam de qualquer forma pode dizer alguém, porém seria muito melhor morrer na terra da bênção à terra da maldição, é melhor morrer fazendo a coisa certa à morrer tentando a coisa errada, estar no lugar melhor é bem mais fácil de vencer a estar no lugar errado.
Por outro lado, após estar sem filhos e esposo, toda frustrada e machucada, com um coração completamente amargurado, Noemi, a esposa viúva, soube que Deus visitara Belém, derramando chuva e bênção, assim que Noemim se levantou e começou o caminho de volta para casa. Esta mulher estava em situações difíceis, sem filhos, sem esposo, sem sonhos, sem motivos de sorrir, por que voltar agora? Como voltar envergonhada? Para muitos mulheres não teria porque lutar mais uma vez, porque acreditar mais uma vez?
Mais para Noemi havia duas escolhas a fazer: 1° Continuar aquela vida de desgraças; 2° Voltar a sua terra, a sua família, o lugar da bênção, apesar dos apesares.
Queridos saibam: Sempre haverá escolhas a fazer na vida, seja em qual área for, todos nós sempre teremos de escolher entre uma e outra coisa. Tenho dito, e acredito nisso: Nossas escolhas definem quem somos e aonde estaremos.
Noemi, ajuntou o que sobrou de sua família, que foi só uma de suas duas noras, e juntas fizeram o caminho de volta, tomou a decisão correta. Esta decisão implicou no nome de Rute, a nora de Noemi, aparecer na genealogia de Cristo Jesus. Esta mulher reconstruiu sua vida, deu guarida a sua sogra, refez sua vida e ainda foi parar na decendencia de Jesus, e tudo isso porque sua sogra tomou a decisão certa.
Queridos, nós estamos em uma missão muito importante, estamos liderando nossas famílias, mais nossas decisões dirão onde nossa família estará amanhã. Precisamos liderar com o Espírito Santo em nós.
Tenho meditado neste tema e nossa sede regional está em uma campanha de 7 quarta feira com o tema: Uma família sem sombra, marcada pelo Sangue de Jesus. É preciso investir na família, é preciso cuidar de nossa família.
Quem sabe nos próximos dias eu venha a publicar mais alguma coisa neste tema?
Por hoje gostaria de expor este pequeno resumo do meu sermão pregado em nossa sede regional no último domingo, espero poder ser de auxílio para alguma família neste universo global que é a internet.
A todos uma ótima tarde de quinta feira.
Em Cristo Jesus,
Pr. Jefferson Souza

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Igreja Apostólica Unicista no Brasil

Havendo Feito Tudo Ficai Firmes

Aniversário de um grande Homem de Deus