O Campo da Batalha

Boa tarde amigos leitores.
Tenho pensado muito sobre "O Campo da Batalha."
Outro dia atrás estávamos estudando sobre o sitema (jurídico) Romano Germanico, que por sinal inspirou as normas jurídicas nacionais, e neste estudo inevitavelmente discorremos sobre o império Romano.
Somos sabedores que este império governou boa parte do mundo por longos anos e teve grandes nomes em seus governos e dentre eles facilmente nos lembramos de Cézar o Grande e também nos lembramos de Nero e tantos outros nos lembraríamos.
Mas conta a história que em um determinado momento Cézar estava com suas legiões a brigar com um general que era homem de guerra a sua altura e os dois estavam posicionado no Campo da Batalha e um estudando o outro. O inimigo de Cézar tinha alguma vantagem sobre ele pois seus homens estavam melhor alimentados e mais fortes e lutavam em um lugar onde dominavam, porém Cézar estava com seus homens sem muitas condições de saúde, mas tinha deles a confinça e a lealdade. Eles sabiam que seu general era homem de combate, acostumado a vitórias e a conquistas e apesar de tudo dariam seu melhor naquela batalha que definiria o sucesso absoluto de Cézar. O inimigo de Cézar mesmo tendo quase o dobro de homens que Cézar, tinha um grande problema que era a impaciência de seus líderes políticos que achavam que a guerra seria determinada apenas pela quantidade de soldados e não pensavam que deveriam levar em conta uma habilidade para pensar na estratégia, não levavam em consideração e nem mesmo ponderavam que estavam lutando com o maior conquistador de todos os tempos, embora este estava com um número menor de homens, ele contava com a sabedoria, com a paciência e logística, assim que estes líderes precionaram seu general a ir com tudo para cima do inimigo. E assim ele fizeram. Ao invés de Cézar ir de encontro deles, esperou que eles fizessem o primeiro movimento para assim determinar como seria sua reação. Assim que os inimigos fizeram seu primeiro movimento no campo da batalha eles deram o que Cézar precisava para vencer, eles deram suas estratégias e Cézar como sábio general pode reverter a desvantagem numérica utilizando da sabedoria e estratégia correta e naquela batalha ele se tornava o maior imperador de todos os tempos.
Nossa vida espiritual esta em volta ao Campo da Batalha. De um lado tempos os que lutam pelo reino do céu e de outro lado o inimigo que estuda nos atacar. De um lado um exército não muito numeroso, de outro um exército incotável como muito bem observou o rei Jeosafá em IICr.20:12 quando ele disse que tinha um grande exército contra ele e ele não o conseguia humanamente vence-lo, mas que ele Colocava seu olhos no Senhor, em outras palavras ele confiava no senhor em detrimento de suas forças. Naquele dia o Senhor "comprou" a briga e venceu pelo povo de Isrrael.
Nestes ultimos dias tenho me sentido no campo da batalha, muitas vezes exausto pelo sol do meio dia, em outros momentos observando o moviemento do inimigo. As vezes olho a minha volta e encontro corajosos soldados e em outros momentos vejo soldados desertores que passam para o campo do inimigo.
Algumas vezes fico me perguntando se tenho lutado com estratégias erradas, se estou conseguindo motivar "minhas tropas" mas tudo que consigo dizer é o que disse o reio Jeosafá: Senhor meus olhos estão colocado em tí. Sinto muito que muitos estão no campo da batalha sem ainda terem defino suas posições, lamento ver que alguns outro dia estava ao meu lado no campo da batalha mas agora os "Sambalate's" e os "Tobias" os tem convencidos que os muros (de nossa vida espiritual) não irão chegar a sua conclusão e estes que mudam de lado na batalha depois não poderão mais desfrutar da bênção de ver sua cidade (vida espiritual) fortificada e guardada com a conclusão da obra dos muros, que para estes parecia tão dificil de ser feita, mas para os que não deram ouvidos ao inimigo e apenas trabalharam, foram rápidos 52 dias para a vitória.
Agora algo que não se pode negar é que estamos em um Campo de Batalha e temos de definir de que lado estamos a batalhar, aos que persitirem em lutar do lado "Apostólico" da batalha temos a garantia de que: "Maior é o que está em Nós do que aquele que no mundo está".
Que o Senhor nos guarde em seu imenso amor.

Pr. Jefferson Souza

Comentários

Daphnne disse…
É meu irmão o campo de batalha se mostra interminável, não é? Porém sabemos o resultado final. Que Deus nos dê o mesmo espírito que esteve em Neemias para liderarmos com garra a nossa batalha espiritual, vencendo todos as estratégias dos inimigos que não estão dispostos a conquistar os céus! Abraços de sua irmã Daphnne
André Rodrigues disse…
É interessante quando falamos de "estratégias"... Nos últimos meses dentro da empresa que trabalhei, foi muito comentado sobre as "estratégias".
Entendendo que ESTAMOS num campo de batalha, poderíamos criar um montão delas, imaginar se isso ou aquilo aconteceria, como certamente fez Cézar, mas tb podemos reconhecer que tem um Deus percebendo as coisas, talvez até ansioso, esperando um olhar nosso para o céu, pra dizer: "DEUS, É TUDO TEU, A BATALHA É TUA !" e assim ele vem "comprar" aquela batalha... Ah, se pudéssemos entender que estamos em tempos de guerra... E quem vai ficar pra desfrutar da vitória?!
Conceda-nos Deus esta graça...

Postagens mais visitadas deste blog

Igreja Apostólica Unicista no Brasil

Havendo Feito Tudo Ficai Firmes

Aniversário de um grande Homem de Deus