8 de nov de 2017

Igreja No Brasil Perseguida?

Boa tarde caros leitores deste blog.

Depois de um bom tempo aqui estou novamente compartilhando algumas linhas com vocês.
Tenho viajado, como sempre, porém com maior intensidade este ano de 2017, já passando dos 100.000 km, Brasil a Fora, proclamando o Evangelho de Jesus o Cristo.
Como alguns, ando bem preocupado com os acontecimentos em nossa nação, que tem, aparentemente, como pano de fundo discussões como: Ideologia de Gênero, Escola sem Partido e Liberdade no sentido mais abrangente.

Com todas estas coisas, vimos nestes último meses problemas enormes como o da apresentação Cultural do Santander em Porto Alegre, o Problema da amostra Cultural em São Paulo, Propagandas como da OMO (marca de sabão em pó) e da Avon.

Não quero entrar no mérito da Questão, porque já se discutiu muito, mas quero comentar os reflexos de tudo isto para o povo Cristão no Brasil.
De uma e de outra maneira, estes eventos vão diretamente contra o que nos cremos, nossas convicções na Palavra de Deus, nossa conduta como Família tradicional, e boa parte da Responsabilidade de tudo isto esta acontecendo, é dos chamados Evangélicos.

Sim, a responsabilidade é em boa parte dos Evangélicos, que abriram portas, que diziam ser coisas sem problemas, sem maldades, se tornando cada vez mais liberais e libertinos.
O problema, é que as escrituras já nos alertou que Um abismo Chama Outro Abismo.
A cada porta que se abre, se acessos a outras portas, antes desconhecidas, que estavam ocultadas enquanto a primeira porta estava fechada.
Por exemplo, quem abre a porta da bebida, terá acesso a porta do cigarro, que dará acesso a porta das drogas, que dará acesso a violência a perda da dignidade e daí por diante. Estas ultimas portas foram abertas, pela primeira, que aparentemente era "tranquilha."

Os Cristãos ao criticarem a palavra de Deus, ou criticarem lideres, pastores e igrejas, abriram portas que hoje lutam contra elas, sem sucesso, porque o momento de lutar era para que estas portas não fossem abertas.
Então, não podemos dizer que a Igreja no Brasil passa por perseguições exatamente, mas que a Igreja no Brasil colhe o fruto de sementes erradas semeadas durante anos. Consequencia direta de suas escolhas e atitudes.
Em Mateus Capítulo 5, no sermão da Montanha, o Senhor Jesus alertou que seríamos bem aventurados quando fossemos perseguido por causa do Nome dele.
 A perseguição da Igreja, não passa por estar fazendo a Obra de Deus, ou por estarem levantando bem alto a bandeira do nome de Jesus.
O que se observa no Brasil, é uma luta por questões Morais, valores que a muito foram incentivados a serem abolidos e aí por diante.

É um ótimo Momento para que nós como igreja paremos, e analisemos o nosso comportamento e compromisso com as escrituras, voltemos a palavra Deus e busquemos o centro da vontade do Senhor Jesus.
Com tudo isso, não digo ou quero sugerir que a igreja deve passar por isso calada, que não temos nada a fazer.
Certamente temos que levantar nossa voz, não aceitarmos estas imposições diabólicas, fazer juz ao direito Brasileiro que nos da o direito a convicção e liberdade Religiosa nos termos do artigo 5° da Constituição Federal.
Porém nossa análise não pode ser simplista e de olhos vendados.
Apenas, algumas considerações.

Saudações a todos.

Pr, Jefferson Souza

Nenhum comentário:

TEMPO E PROPÓSITOS

Boa tarde querido leitor (a). Que a paz de nosso Senhor Jesus esteja com cada um de vocês. Nestes últimos tempos tenho ministrado varia...